Existe limite para o humor?

A piada de Chris Rock sobre a alopecia de Jada Smith no Oscar pautou vários questionamentos sobre os limites da comédia. Mas afinal, eles realmente existem? 

Rafinha Bastos e Wanessa Camargo

1

Bongô - Flickr

Durante o programa CQC, em 2011, o comediante Rafinha Bastos mencionou a cantora Wanessa Camargo ao dizer "eu  comeria ela e o bebê". Rafinha foi condenado a pagar R$150 mil para a família Camargo por danos morais.

O caso de Rafinha mostra que exercer uma liberdade irrestrita de humor pode causar danos a um sujeito específico ou à coletividade, quando a piada ridiculariza algum aspecto de gênero, nacionalidade, religião ou orientação sexual.

BBB - Divulgação

Sidney Sims

Atentado ao jornal francês Charlie Hebdo

2

Charlie Hebdo  

Em 2015, a sede do jornal Charlie Hebdo foi atacada por terroristas gritando "Vingamos o Profeta!", em referência a Maomé, alvo de uma charge satírica publicada pelo jornal que revoltou os muçulmanos.

Amber Kipp

Devido à uma reação desmedida e violenta em relação a uma charge do Charlie Hebdo, 12 pessoas morreram e 11 ficaram feridas.

Diante da covardia cometida contra o jornal, parte da população começou a defender que não haveria limites para o humor, o que passou a ser questionado internacionalmente em um futuro próximo.

BBB - Divulgação

Kasha Kunii

Valery Tenevoy

Embora a conduta do jornal estivesse resguardada pela liberdade de expressão, a reação desmedida de grupos terroristas trouxe à tona o debate sobre os limites do humor.

Esse caso ficou marcado pelos protestos "Je suis Charlie" ("Eu sou Charlie"), que mais de 100 mil franceses organizaram em respeito e revolta pelas mortes de jornalistas do Charlie Hebdo.

Je Suis Charlie

Rafinha Bastos e a questão do estupro

3

Charline Messa

Em 2011, Rafinha fez mais uma declaração polêmica, tanto em shows no Clube de Comédia de São Paulo como em entrevista publicada na revista Rolling Stone.

“Toda mulher que eu vejo na rua reclamando que foi estuprada é feia pra caralho. Tá reclamando do quê? Deveria dar graças a Deus. Isso pra você não foi um crime, e sim uma oportunidade. Homem que fez isso [estupro] não merece cadeia, merece um abraço”. Rafinha Bastos

 BBB - Divulgação

BBB - Divulgação

Charline Messa

Após o ocorrido, o Ministério Público do Estado de São Paulo abriu inquérito contra Rafinha, mas a  investigação não avançou. A Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) emitiu uma nota de repúdio às falas do apresentador.

Thais do Rio

As bananas de Danilo Gentili

4

Zé Felipe - ASCOM

Em 2012, o redator Thiago Ribeiro compilou piadas racistas de Danilo Gentili em um vídeo, postado na internet.

Gentili entrou com pedido de retirada no YouTube devido ao direito de imagem, e escreveu o seguinte tweet: "quantas bananas você quer para deixar essa história para lá?", comparando Thiago a um macaco.

Maan Limburg

Gentili e homofobia

5

Ruan Richard

Em 2012, o comediante repercutiu de modo extremamente preconceituoso o dado de que 336 gays haviam sido assassinados em um ano. A informação foi divulgada pelo Grupo Gay da Bahia.

The Noite - Divulgação

No Twitter, Gentili insultou: “1 gay é morto a cada 26 hs"? 140 heteros são mortos a cada 24 hs. Alguém aí come meu c# hj? Só por segurança”.

Em resposta e repúdio ao comentário homofóbico de Gentili, o cartunista Laerte respondeu em forma de tirinha.

Laerte

Chris Rock e boicote ao Oscar

6

BBB - Divulgação

Em 2016, o comediante Chris Rock também era o apresentador do Oscar, e debochou da decisão dos Smiths de boicotar a Academia como protesto pela falta de indicações de artistas negros à premiação.

“A Jada [Smith] não veio. Mas ela não trabalha com televisão? A Jada boicotar o Oscar é igual eu boicotar a calcinha da Rihanna. Eu não fui convidado!”, debochou Rock em 2016.

The Oscars - Official Photos

Chris Rock e alopecia

7

The Oscars - Official Photos

Em 2022, Rock ofendeu a apresentadora do programa Red Talk Table, Jada Smith, ao compará-la à personagem de Demi Moore na sequência do filme “Até o Limite da Honra” (ou G.I. Jane 2, na língua original).

No filme, a atriz está careca para viver uma protagonista que esconde sua feminilidade para entrar no corpo de fuzileiros navais dos Estados Unidos; diferentemente de Jada, que tem uma doença autoimune associada à queda de cabelos ou pêlos do corpo chamada alopecia.

The Oscars - Official Photos

As sete "piadas" citadas revelam que o humor encontra seu limite quando ofende, difama ou calunia uma pessoa ou grupo social.

Nadine Shaabana

A liberdade de expressão e o humor livre não podem ser maiores que o direito à dignidade e a honra de um indivíduo ou comunidade.

Francesca Petroni

reportagem

Letícia Fortes

Seta

Edição

Letícia Fortes