Forró:         patrimônio         imaterial         brasileiro

Forró é declarado patrimônio imaterial brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A decisão foi divulgada em dezembro de 2021, após 10 anos de processo.

Foto:  Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)

Quadrilha Junina Moleka 100 Vergonha,  2016. Reprodução: Quadrilhas.TV Canal.

Além do título de patrimônio imaterial, o forró também passa a ser considerado um supergênero musical, pois agrupa muitos ritmos e expressões musicais como o xote, quadrilha, xaxado, baião e arrasta-pé.

Ative o som 

O pedido para que o Iphan fizesse o registro das matrizes tradicionais do forró foi uma iniciativa da Associação Cultural Balaio Nordeste, de João Pessoa, na Paraíba, em 2011.

Foto: Divulgação/Iphan

Anos mais tarde, em 2019, o Iphan começou uma pesquisa em nove estados do Nordeste, alguns do Sudeste e no Distrito Federal para entender e identificar as características do forró como supergênero.

Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)

Durante a pesquisa, o Iphan levantou alguns dados e curiosidades sobre o ritmo musical.

Bolha rosa
Linha pontilhada curva

Foto: Divulgação/Agência Brasil

Por exemplo, você sabia que a primeira gravação com o termo “forró” foi feita em 1937 pelos músicos Xerém e Manoel Queiroz? Pois é. A música se chama "Forró na roça".

Bolha rosa
Linha pontilhada curva

Foto: alagoinhaipaumirim.blogspot.com

Ative o som 

Algum tempo depois, o forró ficou nacionalmente conhecido por meio do cantor Luiz Gonzaga, que interpretou músicas “Asa Branca”, “Respeita Januário” e “Numa sala de Reboco”.

Ative o som 

Além de Luiz Gonzaga, fizeram parte da primeira geração do forró nomes como Dominguinhos, Marinês, Trio Nordestino, Jackson do Pandeiro e Pedro Sertanejo.

Foto: Mariana Leal / TVPE

Cenas do clipe oficial de  "Xote da Alegria", sucesso do álbum "Essa é pra Vocês"  de 2001

A segunda geração, de 1975 até a década de 90, foi marcada por grandes nomes como Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo. Mas não podemos esquecer do forró universitário cantado por bandas como Falamansa e Trio Rastapé.

Ative o som 

Cada geração é marcada pela inserção de mais instrumentos musicais na produção das canções que marcam as nossas vidas.

Foto:Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional  (Iphan)/Arquivo

Banda Mastruz com Leite, música “Na praia”, 2004

Se você é fã de forró, com certeza já cantou e dançou os sucessos da banda Calcinha Preta, Magníficos, Mastruz com Leite ou Aviões do Forró. Eles são alguns dos precursores da terceira geração, o forró eletrônico.

Ative o som 

Vale lembrar que em 13 de dezembro é comemorado o dia do Forró, mesmo dia do aniversário do rei do Baião, Luiz Gonzaga.

Conta para a gente, qual forró marcou sua vida?

Reprodução/TV Brasil

Clique para acessar o insta do Regra

Seta off-whitee

Ative o som 

Regra dos Terços

Reportagem

Edição

Gabriel França

Seta

Imagens

instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)