Foto: Marcelo Camargo /  Agência Brasil

Uma paixão mundial chamada cerveja

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria da Cerveja (CervBrasil), o brasileiro consome em média 62,6 litros de cerveja por ano.

Mas… de onde vem a nossa amada cerveja?

Foto: CNA/Wenderson Araújo/Trlux

Não existe uma origem e data exata da criação da cerveja. Uma das evidências apontadas por pesquisadores é que tudo começou há 9 mil anos a.C, na Mesopotâmia (atual Iraque).

A fórmula da cerveja surgiu de forma acidental. Os sumérios, povo da Mesopotâmia, teriam descoberto a cerveja após deixar a fermentação de cereais ou dos pães em contato com a água. E assim nasceu a cerveja!

No início, a bebida era vista como algo divino e, muitas vezes, ofertada aos deuses da época. 

A fórmula era  bem diferente do que é produzido hoje na indústria.

Foto: Embrapa

Segundo a CervBrasil, o ingrediente mais usado na época era o trigo, produto mais comum na região na época.

Mas a fama mesmo veio na Idade Média. Até a Igreja Católica se envolveu na produção da bebida. Inclusive, os mosteiros tiveram papel importantíssimo no aperfeiçoamento da fabricação da cerveja.

Não é por acaso que algumas das marcas de cerveja mais antigas foram criadas em mosteiros.

A Weihenstephan, por exemplo, é uma delas. Criada em 1040, no mosteiro de mesmo nome, localizado na Alemanha. A marca é considerada a cerveja mais antiga do mundo.

Foto: Pixabay

Mas e no Brasil?  Como a cerveja chegou aqui?

A primeira aparição da cerveja no Brasil foi por volta do século XVII, com a expedição holandesa comandada por Maurício de Nassau a serviço da Companhia das Índias Orientais.

A comitiva abriu diversas empresas na região do Pernambuco, dentre elas a primeira cervejaria do país. Mas, quando os holandeses deixam o país, levaram com eles tudo que remetia a fabricação da cerveja.

Foto: Divulgação

Segundo o cervejólogo e autor do livro Larousse da Cerveja, em publicação no Portal de notícias G1, durante 150 anos não houve produção e muito menos consumo da bebida no país.

Ponto circulado

Até que em 1808, com a chegada da família real portuguesa no Brasil e a abertura dos portos da Colônia, começaram a entrar no país as cervejas importadas da Inglaterra.

As primeiras cervejas fabricadas em terras brasileiras datam de 1830, e eram feitas para o consumo próprio por imigrantes ingleses e alemães.

Depois disso, abriram dezenas de pequenas cervejarias no país, algumas são produzidas até hoje como a Bohemia (1853), a Brahma e a Antártica (1888), que em 1999 se uniram e hoje são a AmBev.

FFoto: Ambev/Divulgação

A partir da década de 60, começaram a chegar novas marcas como a Skol, a primeira cerveja em lata do país. E tempos depois surge a Cervejaria Kaiser.

Atualmente, segundo dados da CervBrasil, o país é o terceiro maior produtor mundial de cerveja, ficando atrás da China e dos Estados Unidos.

A cerveja é uma das paixões do brasileiro e está sempre presente nas confraternizações e reuniões. Mesmo na pandemia, ela teve recorde de vendas.

Foto: Ambev/Divulgação

Foram mais de 13,3 bilhões de litros vendidos, a maior quantidade desde 2014, ano do famoso 7x1. Fonte: Euromonitor

Então abre a sua cervejinha preferida (só se você for maior de 18 anos, hein?), e compartilhe essa matéria com todo mundo!

Regra dos Terços

Reportagem

Edição

Kelli Kadanus

Seta

Imagens

Pixabay Canva Ambev Agência Brasil Embrapa CNA