Machismo no BBB: por que naturalizamos abusos na televisão?

Assédios, chantagens emocionais e outros abusos são "amostras" recorrentes da vida real no BBB. Relembre os casos de machismo na casa.

Em 22 anos de história, o reality show de maior audiência do Brasil exibiu diversos casos de machismo em rede nacional, expondo um dos maiores preconceitos estruturais da sociedade brasileira.

BBB - Divulgação

BBB - Divulgação

Michel Turtchin, BBB 10

1

BBB - Divulgação

Ao ter relações sexuais com Tessalia Serighelli, sem avisá-la que estava em um relacionamento sério fora da casa, Michel expôs Tessalia a um fenômeno de linchamento público, conhecido como slut shaming.

Billie

Slut shaming designa qualquer fala ou atitude que provoca a ridicularização pública de qualquer comportamento, aspecto físico ou desejo sexual que não se encaixa no estereótipo social da mulher "recatada" e submissa".

Além de ser enganada por Michel, Tessalia foi considerada como "vagabunda" e única culpada pela traição cometida pelo publicitário. A sister foi eliminada com 78% de rejeição, um dos índices mais altos da história do reality.

BBB - Divulgação

Daniel Echaniz, BBB12

2

BBB - Divulgação

Daniel foi expulso do reality após a produção, o público e a polícia assistirem a cenas de sexo entre ele e Monique Amin, enquanto a participante parecia desacordada após beber em uma das festas dos programa.

"Eu dei um depoimento na época dizendo que não rolou nada, porque eu não vou acusar uma pessoa sendo que eu tinha ficado com ele. Só que a questão é que eu dormi e não vi o que aconteceu depois" Monique Amin, BBB12

 BBB - Divulgação

BBB - Divulgação

BBB - Divulgação

Marcelo Karam, BBB14

3

BBB - Divulgação

Marcelo não entendeu que 'não é não'. Durante uma das festas do reality, insistiu diversas vezes para ficar com Angela Munhoz.

No dia seguinte, Angela não esqueceu o ocorrido, mas reforçou seu 'não' a Marcelo: "Caso fique bêbada, não quero você em cima de mim." Um dos brothers, Cássio, presenciou o momento em que Marcelo forçou um beijo em Angela.

Thais do Rio

Ana Paula Renault, BBB16

4

BBB - Divulgação

Considerando o machismo como uma das ideologias predominantes no Brasil, mulheres também podem reproduzir essa opressão. Em suas palavras, Ana Paula afirmou que "não estava atrás de direitos iguais".

"Acho que o mundo tem que ser machista. A mulher pode levar o café da manhã na cama, e o homem fazer seu papel de provedor." Ana Paula Renault, BBB16

BBB - Divulgação

Marcos Harter, BBB 17

5

BBB - Divulgação

A participação de Marcos no reality envolveu cenas recorrentes de machismo, até culminar em sua expulsão após agredir a participante com quem se relacionava no programa, Emily Araújo.

A violência de Marcos não foi apenas física, mas também psicológica. No programa, o brother recriminou Emily por beber em uma festa, dizendo que "é muito feio mulher segurando garrafa".

BBB - Divulgação

BBB - Divulgação

Porém, ainda em 2017, Marcos participou do reality "A Fazenda" e classificou-se em segundo lugar. O histórico de abusos e atitudes machistas de Marcos não influenciou a opinião do público.

Maycon Santos, BBB19

6

BBB - Divulgação

Para Maycon, "mulher só deve sair de casa para casar". Além desse comentário, o brother criticou a participante Hana por "andar pelada" na casa, quando na verdade ela sempre circulou com calcinha e sutiã.

Diego Wantowsky, BBB19

7

BBB - Divulgação

Diego compõe os 65% dos brasileiros que acham que mulher de roupa curta tem culpa por ser atacada, segundo pesquisa do Ipea (2014). "A mulher pode ter um corpo lindo. Se ela bota uma minissaia desse jeito, um top aqui, você já sabe que essa aí…"

Gustavo Soares, BBB19

8

BBB - Divulgação

Segundo Gustavo, ficar com as mulheres da casa estava "mais fácil que comprar pão na padaria". O brother foi eliminado na segunda semana, e só se desculpou pelos comentários após sair do programa.

Petrix Barbosa, BBB20

9

BBB - Divulgação

Ao longo do programa, Petrix foi acusado diversas vezes de assédio, sobretudo quando as participantes estavam  bêbadas.

Além disso, reclamando da "qualidade das mulheres da casa", como se elas fossem comidas expostas em um buffet. Petrix disse: "Não veio nenhuma gatinha, assim, uma novinha, de 25 anos."

BBB - Divulgação

"Teste de fidelidade" no BBB20

10

BBB - Divulgação

Os brothers Hadson, Lucas, Petrix, Guilherme, Felipe e Chumbo combinaram de "testar a fidelidade" das mulheres da casa.

A estratégia consistia em usar a sedução de Lucas para que elas traíssem seus namorados e "queimassem" sua imagem para os espectadores. O principal alvo foi Mari Gonzalez, que foi alertada por Marcela e Gizelly.

BBB - Divulgação

Eliezer, BBB22

11

BBB - Divulgação

Eliezer assediou a professora de Biologia Jessilane, ao prendê-la com seu corpo contra a parede da piscina mesmo após a recusa de Jessi.

Jessi conseguiu afastar Eliezer com a ajuda de Linn e sentiu-se constrangida após a cena. O desrespeito de Eliezer lhe rendeu um alerta de “atenção” da produção do reality, que também repudiou o ocorrido.

BBB - Divulgação

Arthur Aguiar, BBB22

12

BBB - Divulgação

Arthur Aguiar fez com que a participante Laís Caldas duvidasse de sua própria sanidade, memória e percepção, acusando-a de inventar mentiras sobre suas falas na casa. Além disso, Aguiar a interrompeu diversas vezes.

O termo que designa esse abuso psicológico é "gaslighting", realizado com o intuito de deslegitimar o argumento de uma mulher atribuindo-lhe o estereótipo de louca, surtada.

BBB - Divulgação

Embora o BBB seja um programa de entretenimento, ele mostra anualmente uma pequena amostra de preconceitos reais que existem no Brasil. Até quando assistiremos a isso passivamente, sem mudar nossos hábitos?

Molly Blackbird

reportagem

Letícia Fortes

Seta

FONTE

Galeria de Fotos Rede Globo - Divulgação BBB