Os direitos humanos mais violados no mundo

Criados após a 2ª Guerra Mundial, eles continuam sendo desrespeitados no século 21

Para evitar que novas atrocidades fossem cometidas no mundo após a 2ª Guerra Mundial, em 1948, 48 países assinaram a Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Foto: Universal History Archive/Getty Images

Em 30 artigos, a declaração fala da garantia dos direitos, condena tratamentos cruéis, aborda as liberdades e defende o acesso à saúde, educação, trabalho e lazer.

Foto: Senado Federal -  Declaração Universal dos Direitos humanos

Entretanto, mais de 70 anos após a sua criação, muitos direitos continuam a ser violados em todo o mundo. Confira os principais deles!

LIBERDADE E IGUALDADE

10 países

ainda aplicam a pena de morte para pessoas homossexuais.

257 anos

é o tempo que se levará para acabar com a desigualdade de gênero no trabalho.

No Brasil

Pessoas negras têm 2,6 vezes mais chances de serem assassinadas.

LIBERDADE E IGUALDADE

DIREITO À VIDA

A pena de morte é a punição mais cruel, degradante e desumana.

países já não praticam a pena de morte.

Adicione algum texto

+ de 100

Irã, Egito, Iraque e Arábia Saudita  foram responsáveis pela maioria das execuções contabilizadas nos 18 países do mundo que aplicaram a pena em 2020.

4 países são responsáveis por 88% das penas de morte

DIREITO À VIDA

ESCRAVIDÃO E TRABALHO FORÇADO

80 milhões de crianças entre 5 e 17 anos foram submetidas a trabalhos perigosos, considerados uma forma contemporânea de escravidão.

+ 40 milhões de pessoas são vítimas da escravidão. Uma em cada quatro é criança e três em cada quatro são mulheres e meninas.

ESCRAVIDÃO E TRABALHO FORÇADO

TORTURA E CRUELDADE

3/4 do mundo Nos últimos cinco anos, 141 países foram denunciados por crimes de tortura.

44% dos inquiridos temem ser torturados se forem detidos.

80% +Mais de 80% dos inquiridos querem leis fortes para os proteger da tortura.

1/3 das pessoas acham que a tortura pode ser justificada.

TORTURA E CRUELDADE

IGUALDADE PERANTE A LEI E JULGAMENTO IMPARCIAL

3,2 milhões Estima-se que 1/3 das pessoas que se encontram na prisão ainda aguardam julgamento.

No Brasil 40% da população carcerária é de presos provisórios que ainda não foram julgados.

IGUALDADE PERANTE A LEI E JULGAMENTO IMPARCIAL

LIBERDADE DE LOCOMOÇÃO E RESIDÊNCIA DENTRO DO SEU PAÍS

80 milhões de pessoas foram forçadas a sair do seu local de origem devido a perseguição, violência, conflito armado ou outras violações.

26 milhões pessoas são consideradas refugiadas no mundo e quase metade delas tem menos de 18 anos.

+ 45 milhões de pessoas foram forçadas a deixar as suas casas, permanecendo dentro do seu próprio país.

1 em cada 95 pessoas na Terra fugiram de suas casas por causa de conflitos e perseguições.

LIBERDADE DE LOCOMOÇÃO E RESIDÊNCIA DENTRO DO SEU PAÍS

DIREITO À NACIONALIDADE

4,2 milhões de pessoas em todo o mundo estão sem nacionalidade ou “pátria” definida por lei.

Um exemplo é a Síria, que não permite o casamento entre cristãos e mulçumanos e, portanto, não reconhece os filhos entre essas pessoas, deixando-os sem cidadania.

CASAMENTO LIVRE PARA MAIORES

7,5 milhões de meninas se casam todos os anos antes de atingirem os 18 anos. O primeiro lugar no ranking mundial de casamentos de crianças e adolescentes é a Índia, seguido por Bangladesh, Nigéria e, em 4º lugar, o Brasil.

LIBERDADE RELIGIOSA

1 em cada 3 países do mundo sofre violações de liberdade religiosa.

67% da população mundial Cerca de 5,2 bilhões de pessoas vivem em países onde há graves violações da liberdade religiosa.

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

4,9 bilhões de pessoas 2 em cada 3 pessoas no mundo vivem em países altamente restritos ou em crise de liberdade de expressão, mais do que em qualquer momento da última década.

51% Mais da metade da população mundial vive em um país com o indicador de liberdade de expressão indicando “crise”.

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

DIREITO A ELEIÇÕES LEGÍTIMAS

49 ditaduras no mundo 18 na África Subsaariana, 12 no Oriente Médio e Norte da África, 8  na Ásia-Pacífico, 7 na Eurásia, 3 nas Américas e 1 na Europa.

68% da população mundial vive sob regimes considerados não democráticos.

DIREITO À EDUCAÇÃO

258 milhões de crianças (principalmente meninas) não têm acesso à educação.

Todas as pessoas têm direitos humanos fundamentais. Mas todos os dias, alguém no mundo tem esses direitos violados ou negados.

Raphaella Caçapava

Reportagem

Edição

Gabriel França

Seta

Fontes: Amnistia Internacional, Unesco, OIT, ONU, Fórum Mundial Econômico, Freedom House.